O maravilhoso mundo da direção de arte



O conceito visual de um projeto de conteúdo artístico é muito desafiante. Criar toda uma harmonia com base estética, onde se coordena todos os elementos da cena, é determinante para captar a atenção do público. É natural que esteja já a pensar em teatro, televisão ou cinema, mas, a direção de arte pode ser aplicada à fotografia, à publicidade ou à web. Se contamos uma história, se queremos passar uma mensagem, precisamos de um diretor de arte. Vamos, então, sair do papel e criar algum relevo! Parece-lhe bem?


Da teoria à prática


Pegando na expressão “criar revelo” é mais fácil explicar a Direção de Arte. É como se déssemos tridimensionalidade ao guião, toda a história deixa o papel e vai transformar-se em cenários, objetos, figurinos, maquilhagem, luz, cor, entre outros. Há uma espécie de engrenagem e processo criativo que tem de ser posto em prática. O maestro é o diretor de arte e os seus músicos são os profissionais de cada área.


Na pele do diretor de arte


Uma boa dose de criatividade é requisito obrigatório! O diretor de arte é o responsável pela identidade visual do projeto. Com a tarefa de materializar a história, vai criar metáforas visuais e os ambientes certos para fazer chegar a mensagem da forma mais apelativa possível. Tem de fazer extrapolar o enredo, sem perder qualquer detalhe. No contexto do espetáculo, um Projeto de Arte é o mais importante documento artístico da fase de pré-produção.

A profissão de diretor de arte pode parecer muito romântica, mas também existem vários aspetos a ter em conta que até podem comprometer planos e criatividade. O mais óbvio são os budgets limitados, as exigências dos autores e uma equipa mal estruturada. O diretor de arte deve ser capaz de articular e fazer tudo para que o resultado seja “o melhor dos dois mundos” como se costuma dizer. Tudo tem de ser pensado como um todo ágil e frutífero. Design, fotografia, cenografia, guarda-roupa, maquilhadores e cabeleireiros, iluminação… The show must go on!



“Em algum ponto da linha de celuloide entre guião e filme editado, um artista desenvolve um “look” para o vídeo, traduzindo conceitos em formas e texturas [...]. Na arte colaborativa conhecida como cinema, é o diretor de arte que une desenho, pintura, arquitetura, decoração e engenharia para criar a realidade física na qual um filme se molda”.
Definição do profissional de direção de arte, publicada há três décadas no jornal The New York Times.


Alguns filmes onde a direção de arte vai mais longe:

Grand Budapest Hotel (Wes Anderson, 2014)


O Grande Hotel Budapeste de Wes Anderson é um exemplo grandioso da estética com simetria e do poder da cor como elemento de impacto visual. A direção de arte é assinada por Adam Stockhausen, onde se destacam os figurinos, cenários e fotografia articulados e ambientes muito criativos.




Memórias de uma Gueixa (Rob Marshall, 2005)


John Myhre é o diretor de arte. O trabalho de verosimilhança é estupendo. Um retrato sublime da época retratada, através dos cenários, das roupas e maquilhagens das gueixas.









A Lista de Schindler (Steven Spielberg, 1993)



Nesta obra prima do cinema contemporâneo, o diretor de arte Allan Starski consegue trabalhar o simbolismo da cor de uma forma incrível.



The Great Gatsby (Baz Luhrmann, 2013)


No filme The Great Gatsby, com Catherine Martin na direção de arte, os figurinos são impecáveis e extremamente fiéis à época, a cenografia tem cor e profundidade. A forma como se representa o glamour e o estilo dos anos 1920 é, sem dúvida, contagiante.














A Direção de Arte na publicidade


No contexto publicitário, o diretor de arte é o profissional responsável por gerir todo o processo de criação e design de um trabalho audiovisual. Há aqui uma vertente multidisciplinar, com diferentes funções no projeto, implicando conhecimentos em design, audiovisual, multimédia, cinema, web, TV e fotografia, entre outros. Todos os aspetos artísticos da campanha têm de ser controlados, independentemente do suporte usado. O mesmo approach de direção de arte tem de ser aplicado nos diferentes meios de comunicação. A crescente digitalização e interatividade na internet é um plano cada vez mais explorado que desafia os profissionais da área.


A par da formação de Direção de Arte com Fred Klaus, experiente e reconhecido Diretor de Arte que trabalhou 12 anos na Rede Globo, a Proficoncept também disponibiliza esta temática em serviço de consultoria e coaching one-to-one.





Já conhece as nossas variadas áreas de atuação? Há muitas vertentes de desenvolvimento que vão ajudá-lo a ser bem-sucedido. Por que não dá uma vista de olhos aqui?

#proficoncept #FredLKlaus #direçãodearte #audiovisual #teatro #cinema #televisão #publicidade #processocriativo




5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Em cena